Saiba como adequar seu Condomínio à LGPD

Imagem

Os Condomínios tratam inúmeros dados
pessoais 
dos condôminos, dos moradores, dos visitantes, de seus fornecedores e colaboradores. O número do CPF, a impressão digital, gravações de áudio e vídeo, cópias dos documentos, informações sobre os
veículos são alguns exemplos de dados pessoais.

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – LGPD (Lei 13.709/2018) veio para estabelecer regras e limites sobre os processos de coleta, armazenamento, utilização e compartilhamento
de dados pessoais. Também orientar como a proteção destes dados pessoais deve ser feita pelos controladores e operadores, considerados como agentes de tratamento,
os quais possuem responsabilidades em razão do exercício da atividade de tratamento de dados pessoais.

Síndico, como representante legal de um Condomínio,
é o responsável pela implementação e manutenção do programa de
privacidade e proteção de dados pessoais, devendo adotar as medidas necessárias para a adequação do condomínio à LGPD. Claro que o Síndico pode contratar uma consultoria especializada, pois existem muitos procedimentos a serem realizados, e isso trará mais segurança e
eficiência no projeto, além de não sobrecarregar ainda mais o
Síndico.

Quer saber mais?

Acesse o artigo completo no link:

https://www.vanessaazambuja.com.br/post/saiba-como-adequar-seu-condomínio-à-lgpd



Voltar
 
Entrar em contato via WhatsApp!