Projeto limita reajustes de aluguel residencial e comercial ao IPCA.

O mercado
imobiliário costuma usar o Índice Geral de Preços e Mercado (IGPM)
para correção dos alugueis.

Em 2020 o
IGP-M acumulou alta de 23,14%, contra 4,52% do IPCA.

O Projeto
de Lei 1026/21, de autoria do Deputado Vinicius Carvalho, determina
que o reajuste dos contratos de aluguel residencial e comercial não
poderá ser superior à inflação oficial do País, medida pelo
Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

O projeto
tramita em regime de urgência na Câmara dos Deputados, e agora
deverá ser votado diretamente no Plenário da Câmara, em data a ser
definida.

Mais informações no instragram @aristurmer

Fonte:
Agência Câmara de Notícias

Voltar
 
Entrar em contato via WhatsApp!